• Um mês de Concordeounão. Obrigado a todos!
Tecnologia do Blogger.




Saiu a notícia agora sobre os colegas de Wesley Gilbert Rodrigues de Andrade, 11 anos, que foi morto por um tiro de fuzil quando estava na sala assistindo aula.

Diz o seguinte:

Em silêncio, várias crianças foram reunidas em um espaço simbolizando uma sala de aula. Elas estavam com os rostos pintados de vermelho, como se fossem lágrimas, representando cerca de 20 pessoas assassinadas por dia na cidade.
No cenário, um quadro negro com a reprodução do artigo 3º da Declaração Universal dos Direiros Humanos (Todo ser humano tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal). Um professor, com as mãos amarradas, mostrava a impotência dos profissionais de ensino em fazer alguma coisa para conter a violência nas escolas.
Uma carteira estava vazia, com uma cruz branca, para lembrar a ausência de Wesley. O menino foi atingido por um tiro de fuzil enquanto assistia a uma aula no Ciep Rubens Gomes, em Costa Barros, no subúrbio do Rio.
A manifestação foi organizada pela ONG Rio de Paz.

Afirmam que o aluno já chegou morto ao hospital e que o tiro foi de um fuzil.
Li um comentário muito interessante no G1: "Que desgraça! A criança não tem nada a ver com isso e morre. Essse país tem pena de morte sim: para os inocentes que pagam impostos e trabalham".

O nome disso é vergonha!


Link: Clique aqui para ver.

Photo

domingo, 18 de julho de 2010

às 16:44


Marcadores:

2 comentários:

18 de julho de 2010 22:43
Permalink this comment

disse...

ninguem aguenta mais violencia, ninguem aguenta mais pagar impostos e ver o país do mesmo jeito, ninguem aguenta mais a politica do Brasil, mas ninguem faz nada

18 de julho de 2010 22:56
Permalink this comment

disse...

Quando essa matéria passou na televisão foi de dar pena o rosto de pânico e tristeza nas crianças. É muito doloroso saber de uma notícia dessas.